2003

O ano em que tudo começou.
Andrea Zaccherini, empresário no interior do Estado de São Paulo e amante da pescaria de tucunarés açus na amazônia, resolveu, juntamente com o guia Marlon Otero, adquirir um barco regional e o preparem para a pesca esportiva na região de Barcelos. 
E foi neste ano que eles encontraram a venda o barco da Prefeitura de Barcelos. Reformas feitas, e foi assim que surgiu a Angatu Pesca Esportiva.

2010

O ano do novo RECORDE MUNDIAL.
Tudo ocorreu em 03 de novembro de 2010, data que entraria para a história da pesca mundial. Depois de 14 anos de espera, o recorde mundial do tucunaré sai das mãos de um norte americano e cai nas mãos de um brasileiro. Melhor, o peixe é capturado a bordo do nosso Angatu Mirim, pelo nosso diretor Andrea Zaccherinni. Com 13,190Kg (29.1 lbs), o monstro foi homologado pela IGFA (museu internacional da pesca nos EUA) em março de 2011.

2004

Com a participação de vários amigos, sejam pescadores, amigos, guias e funcionários, em outubro de 2004 o Angatu começou a operar como empresa de turismo.
Na época Marlon Otero era sócio-gerente da empresa, Pilolô e Julival (Fera) eram guias de pesca. Futuramente alguns seguiram caminhos diferentes, uns empresários, outros operadores freelancer, mas até hoje o Fera nos dá o prazer de guiar para nossos clientes. 
Até então, o barco servira de apoio para familiares, convidados e pequenos grupos de amigos. 

2013

A dificuldade de se conseguir controlar todas as operações, estando sediado no interior de São Paulo, fez com que Andrea convidasse um de seus melhores amigos para ajudá-lo na empreitada.
Em 2012 o empresário, pescador e amigo, Bernardo Ometto, se juntou empresa. A sua visão comercial trouxe excelentes frutos, frutos estes que serão colhidos no decorrer das próximas temporadas.
Aqui a empresa Barcos Angatu resolveu tomar um caminho sem volta, o de se tornar uma das melhores empresas de turismo de pesca do Médio Rio Negro.

2005

Com 1 ano operando na região, agora com um pouco mais de experiência, iniciamos a temporada de pesca no mês de outubro na região de Santa Isabel do Rio Negro. Naquela época, apenas uma empresa norte americana, com suas cabanas flutuantes, havia operado por lá.
Subimos o rio Jurubaixi (rio que divide os municípios de Barcelos e Santa Isabel) e ainda tivemos que "contribuir" com as duas comunidades da boca do rio para termos acesso. Nos outros 3 afluentes da região (Aiuanã, Uneiuxi e Téa) a pesca era proibida.

2015

Em setembro de 2015, lançamo ao rio o nosso terceiro e mais novo barco, o Angatu Açu. Com capacidade para 16 pescadores muito bem acomodados, o Angatu Açu iniciou, na cidade de Santa Isabel do Rio Negro, a temporada considerada por muitos como a melhor temporada de pesca dos últimos 5 anos.
O ano de 2015 efetivamente colocou a Barcos Angatu em um outro patamar de operação de pesca e esperamos em breve atender qualquer pescador do Brasil e do mundo. Venha conhecer a Barcos Angatu.

2008

Com nossa operação totalmente funcional, chegou a hora de crescer.
A necessidade de se atingir as cabeceiras mais distantes dos afluentes, mesmo nos períodos de grande seca, nasce agora o nosso mascote, o Angatu Mirim.
Com capacidade para apenas 6 pescadores, o nosso valente "barquinho" iniciou sua carreira ultrapassando as cachoeiras da boca do rio Marié, afluente localizado no município de São Gabriel da Cachoeira. Esta aventura foi inclusive publicada na Revista Pesca & Cia daquele ano.